• Caroline Bonfada

Como evitar dor de cabeça na hora de reformar sua casa

Atualizado: 31 de Jul de 2018



Tudo que precisamos fazer durante a vida requer planejamento, pelo menos os maiores investimentos que envolvem quantias consideráveis. Com uma reforma não seria diferente! Dependendo do tamanho e do estágio em que a reforma acontece vai envolver um tempo maior de planejamento e com ele o desgaste (ou não) com a obra. Por isso, hoje vim aqui lembrar alguns itens que geralmente acompanhamos quando nossos clientes nos procuram para fazer os projetos do mobiliário.


É claro que sempre a melhor opção é fazer tudo que for possível antes de se mudar. Além do andamento da obra ir mais rápido, é uma aflição a menos estar convivendo diariamente com a bagunça dentro de casa. Mas sabemos que muitas vezes as reformas e os moradores precisam coexistir e para isso trago algumas dicas para que toda essa confusão seja menos traumática.


Gesso: É o último passo da construção antes de pintar as parede e colocar o piso. Claro que isso numa construção normal. Mas e quando é uma reforma??!! 😳😳 Gente, o pó do gesso é pior que limpar sujeira de obra!! Você limpa uma, duas, três... Passam meses e ainda tem um pozinho nos cantinhos. A dica então é cobrir tudo que for possível com lençóis velhos antes da função começar. Tirar tudo que for possível de decoração e recolocar depois de algumas faxinas. Se for possível, vá pra um hotel por alguns dias e retorne quando tiver terminado, seria o melhor dos mundos se você puder se ausentar pelo menos nesse momento. O gesso também é uma boa pedida para poder organizar melhor a iluminação. Dificilmente se consegue uma liberdade tão grande de opções e inovação luminotécnico de um espaço sem o auxílio de um bom projeto no gesso.


Paredes: Com a grande variedade de tintas sem cheiro, isso já não é um grande problema hoje. O ideal quando for alguma reforma rápida, escolher dias mais secos e que possibilitem deixar as janelas ventilarem para acelerar a secagem.


Pisos: Os pisos também não chegam a ser um grande problema, desde que seja uma troca rápida. E é aí que é preciso uma atenção extra. Geralmente quando é a primeira troca, tipo do parque/ taco natural para um laminado ou porcelanato tem-se que prever um possível nivelamento do contrapiso. Se for colocar um piso sobreposto fica mais fácil. Para porcelanato hoje existe a possibilidade de piso-sobre-piso (se o atual estiver bem fixo) ou colocar laminados e pisos vinílicos sobrepostos. São opções para encurtar o tempo de obra em reformas, mas é preciso avaliar cada situação e já prever essas surpresas que podem aparecer no decorrer do processo.


Mudança de pontos elétricos e hidráulicos: Cada caso é um caso. Em reformas mais completas em que todo o layout é renovado muitas vezes requer mudança de tomadas e pontos de água e esgoto para os eletrodomésticos e eletrônicos. Um planejamento prévio com um profissional que vai acompanhar a obra facilita muito e ajuda a prever essas necessidades. O legal desse conversa antes de começar o quebra-quebra é definir até aonde vai a reforma e, mesmo que haja mudanças grandes na redistribuição dos espaços, é possível fazer muitas mudanças sem obra civil, se valendo de um projeto de mobiliário que auxilie essas mudanças. Por exemplo, às vezes o ponto da antena e pontos elétricos ficam deslocados de onde será colocada a tv, nesse caso não necessariamente é preciso quebrar a parede, com um projeto de painel planejados é possível resolver esses ajustes. O mesmo se dá com a cozinha, dormitórios, etc. Muito do que vai precisar de obra depende do quanto a pessoa vai querer quebrar no seu imóvel e esse é um planejamento que pode ser feito junto com o consultor de móveis planejados.


Pedras e granitos: Em mudanças de áreas úmidas como cozinha e banheiro, muitas vezes entra a questão do mármore/ granito dos tampos. Geralmente ele é confeccionado em conjunto com os móveis, mas ás vezes a pessoa prefere manter o existente ou comprar separado da loja aonde encomendou os móveis. Uma dica é fazer isso ou antes de fazer o projeto dos móveis ou depois de eles estarem instalados. Qualquer opção fora dessas duas situações é uma grande risco para algo dar errado. "Mas Carol, se é só pedir a medida de acordo com o projeto como pode dar errado?!" Simples, as nossas paredes não são retas. Por mias caprichoso que seja o profissional que fez a construção, as chances de haver diferenças de milímetros e até centímetros é muito grande e quando se trata de planejar cada detalhe, esses milímetros fazem toda a diferença. Então cuidado, nesse caso, um passo de cada vez vai evitar dor de cabeça!!


Espero ter ajudado um pouco com algumas dúvidas que surgem quando se pensa em modificar um apartamento ou casa. Se você tem algum ambiente que precisa de uma cara nova e tem dúvidas se vai precisar de reforma ou consegue fazer isso utilizando o recurso dos móveis planejados, nós podemos te ajudar. Quando nossos consultores desenvolvem os projetos toda essa parte é planejada junto com o cliente e não cobramos nada mais por isso 😍. É só clicar AQUI e solicitar seu projeto.


22 visualizações
  • Facebook Social Icon
  • Black Instagram Icon
  • Google ícone social Places
  • Pinterest Social Icon
  • Twitter Social Icon

© 2017 Italínea Estilo In Porto Alegre, RS - Brasil